Favelas
Projeto de articulação socio-espacial - Complexo do Alemão (Escala Territorial)
PAC - Programa de Aceleração do Crescimento

 


 
 
ESQUEMA DE LEITURA DA ESTRUTURA DO LUGAR


Primeiro núcleo habitacional e de serviços inaugurado pelo Presidente Lula em 31 de agosto de 2009

Teleférico do Complexom do Alemão

Teleférico do Complexom do Alemão

Teleférico do Complexom do Alemão

Função e significado estratégico do sistema de estruturação socio-espacial

Os objetivos principais do projeto são:

- desencravar a área do Complexo do Alemão como um todo, simbolicamente uma das mais problemáticas do Rio, e do Brasil;

- promover e facilitar uma nova conectividade da região do Complexo com os bairros do entorno e com a cidade;

- recompor as centralidades existentes introduzindo outras novas, junto com serviços e equipamentos de qualidade, criando uma nova acessibilidade;

- incorporar edificações de valor arquitetônico e urbanístico ao tecido da favela, capazes de atuar como reconfiguradores sociais e espaciais;

- resimbolizar o lugar criando marcas visíveis fortes da nova presença do Poder Público, mediatizada através das estações dos teleféricos e dos serviços, edificações e espaços públicos a elas associados;

- introduzir no contexto arquitetônico e ambiental da favela, equipamentos públicos de alta qualidade capazes de desencadear um processo de transformações e resignificação de todo o Complexo;

- realizar um tipo de intervenção estrutural, ativando pontos neurálgicos do tecido da favela;

- reduzir o movimento veicular dentro do Complexo, facilitando o deslocamento de pessoas.

Neste sentido, é um grande mérito do governador do Estado do Rio ter tido a perspicácia de perceber que o sistema de transporte que ele visitou em Medellín, poderia significar uma grande modificação da qualidade de vida em áreas carentes da cidade do Rio de Janeiro.

Aspectos principais do projeto para o Complexo do Alemão:

1- Sistema de Telecabinas
O sistema de telecabinas projetado para o Complexo do Morro do Alemão se fundamenta numa concepção de articulação do sistema de transporte comunitário, na escala do Complexo, com o sistema de transporte urbano da cidade. Isto significa conceber a acessibilidade, a mobilidade e a conectividade tanto interna, quanto na sua relação com a cidade, de acordo com uma visão de transporte urbano de massa. Implica um novo tratamento para a questão do transporte público, concebido como parte do sistema urbano metropolitano que garante a conexão entre as partes componentes do Complexo ao mesmo tempo que o recoloca no contexto urbano. No relativo à mobilidade, o teleférico se incorpora como parte central do sistema de transporte que irriga toda a área de intervenção. Este sistema de teleférico atende às características demográficas e topográficas do local, oferecendo redução do tempo de viagem e sistema de mobilidade não poluente. Cada uma das seis estações do teleférico que estão sendo construidas, foi concebida como uma "Estação Social", incluindo além dos serviços para o transporte, equipamentos públicos de interesse social tais como bibliotecas digitais (e-library), centro de apoio jurídico, posto de orientação urbanístico e social, centro de serviços e áreas para geração de trabalho e renda. Cada estação inclui o tratamento das áreas remanescentes das demolições realizadas para a implantação da estação, com espaços públicos para crianças, jovens e adultos, além de equipamentos esportivos, de lazer e o reflorestamento do local e vias de acesso.

2 - Centro Cívico
O centro cívico projetado no lugar da antiga fábrica da Poésie, abandonada há muitos anos, é outro ponto fundamental da intervenção ao se constituir numa nova poderosa centralidade, incluindo escola profissionalizante, hospital, centro de geração trabalho e renda, centro de referência da juventude e um condomínio residencial popular de qualidade.

3- Parque da Serra da Misericórdia
O Parque de escala urbana a ser implantado numa superfície de 307 ha, aproveitará o alto potencial paisagistico-ambiental do local, ocupando a área das três pedreiras. Constituirá um novo pulmão verde acessível aos moradores do Complexo e aos bairros da zona Norte da cidade, e permitirá também uma nova conexão entre Ramos e Inhaúma, facilitando a ligação entre estes dois importantes bairros da zona norte. O Parque incluirá um lago artificial, capaz de amenizar o clima da região e permitir usos recreativos e de lazer. Fazem parte do Parque equipamentos para atividades culturais e eventos públicos tais como espetáculos ao ar livre, atividades esportivas, quiosques de apoio, anfiteatro, um núcleo de pesquisa ambiental, e áreas de reflorestamento e trilhas para caminhadas.

4- Habitações para relocação de moradores
As unidades habitacionais que estão sendo construídas para relocalização de moradias demandadas pelo Plano Urbanístico, foram concebidas em função da densidade e das características topográficas do lugar e apresentam uma dupla finalidade: oferecer várias opções de utilização interna dos ambientes e a possibilidade de uso como local de moradia e de trabalho, ao mesmo tempo que garantizar de um lado o domínio público (a Fachada Urbana) e de outro possibilitar expansões a cargo de cada morador. As unidades a serem construídas serão portadoras do que poderíamos denominar de DNA urbano.

5- Vias internas
Todo o sistema de circulação interna compreendendo vias veiculares e de pedestres, bem como vielas e escadarias, será totalmente reestruturado, incorporando infra-estrutura, mobiliário urbano, iluminação pública, vegetação e sinalização. Como parte componente da urbanização projetada está prevista a melhoria de unidades residenciais existentes, incluindo renovação de telhados, acabamento de fachadas e conexão domiciliar de esgoto.

6 - Melhorias habitacionais
Consistem na recuperação das moradias existentes que apresentam deficiências habitacionais, e incluem substituição de instalações de drenagem e esgoto, renovação de cozinhas e banheiros, tratamento de telhados e rebocos, etc.

7 - Tratamento de espaços de convivência
Implica o tratamento urbanístico-paisagístico de ruas, becos e vielas, incluindo novos espaços públicos tais como praças e a urbanização de espaços residuais.

VISTA AÉREA DO COMPLEXO

PLANTA GERAL DO PROJETO PARA O COMPLEXO DO ALEMÃO, NO CONTEXTO


... as vezes a natureza é muito inteligente; "interpreta" um projeto e o "põe em ato"...


Projeto Parque da Serra da Misericórdia, Plano de Desenvolvimento Urbanístico do Complexo do Morro do Alemão,
Prefeitura do Rio de Janeiro


Foto por Divulgação/Ascom Inea


Foto por Divulgação/Ascom Inea


Foto por Divulgação/Ascom Inea

Folder apresentação para a comunidade
27/09/2007


Perspectiva do Centro Cívico


Vista rua Nova Brasília no Complexo do Alemão


Casa de D. Maria Nazaré, localizada na Fazendinha, Complexo do Alemão, Rua São Matheus, 20, com seu ambiente
multifuncional tomado como referência para o projeto das novas unidades habitacionais

Pavimento térreo
Pavimento superior

 


Primeira unidade habitacional para relocalização de moradores
do Complexo do Alemão, inaugurada em 14-04-08 (protótipo)


Sala de estar da unidade duplex

fotos: Michel Filho / jornal O Globo

Unidades de Relocalização em duplex



Unidades habitacionais do PAC do Alemão
Unidades habitacionais do PAC do Alemão


Revista Desafios do Desenvolvimento ipea - nopvembro/2010

 
Jornal O Globo 10/04/2009


Detalhe da abertura de ruas no Morro do Adeus


Detalhe da abertura de ruas no Morro do Adeus


Detalhe da abertura de ruas e tratamento de encostas no Morro do Adeus


Detalhe da construção da estação do teleférico no Morro do Adeus


Planta do Centro Cívico e Habitacional


Vista do Centro Cívico e Habitacional em execução

Teleférico

Teleférico

Teleférico

Folha de São Paulo - O Teleférico do Alemão


Folha de São Paulo, 25 de janeiro de 2010


Folha de São Paulo, 25 de janeiro de 2010


Jornal O Globo 12/03/2010

 

 
Jornal O Globo 15/04/2010
 
Revista Desafios do Desenvolvimento ipea - nopvembro/2010

Esquema de teleférico popular

O Globo - Teleférico
Jornal O Globo - 06/07/2010

O Globo - Teleférico do Alemão
Jornal O Globo - 06/07/2010

Diário Oficial do Rio de Janeiro

O Globo 21/12/2010
Jornal O Globo 21/12/2010


Jornal O Globo 27/12/2010


Jornal o Globo - 10/05/2011



Jornal O Globo, 05 de outubro de 2009


Faixa da Light - Complexo do Alemão

 
 
    Tratamento de ruas e escadarias: Samira Attar


Revista Exame, março 2009


Jornal O Dia, 27 de maio de 2009


Jornal O Globo, 01 de setembro de 2009

Jorge Mario Jáuregui